terça-feira, 21 de julho de 2009


Quantos momentos já perdemos refletindo sobre estar ou não sozinho? Uma questão básica da vida de todos nos, para uns mais do que para outros. Algumas pessoas tendem a cair e se influenciar por um circulo pessoal próximo em grande parte do tempo, e, simplesmente se tranca nele. E quando criamos um circulo social em que sempre buscamos novas experiências e acontecimentos? Esse círculo é o pior, quanto maior é, menor será sua capacidade de não se sentir só.

Quanto mais coisas gostamos e conhecemos, mais único numa ramificação da humanidade seguiremos, uma cada vez mais sozinha e escondida. Toda essa trilha vai levando para um infinito de solidão? Dizem que os "opostos" se atraem, e então por que as pessoas consideradas diferentes do resto da sociedade, costumam permanecer sozinhas?

A solidão é um momento de paz, porém, paz é quando não há guerras? ou quando você se sente triste por dormir sem ninguém do seu lado? Pensamos sempre em ter um tempo sozinho para pensar na vida, mas e quando entramos nesse tempo e não há nada pra te puxar de volta? e você repara que cada vez mais afunda no pântano.

A maior vantagem de se estar só, é que sua mente entra num estado de criatividade excessiva. Você passa a viajar por céus, mares e infernos. Criando coisas únicas para si, Van Gogh viveu só e morreu só, eis um dos maiores pintores da história.

Talvez todas as pessoas que nunca encontraram a saída da solidão eterna, escrevam vidas em livros, façam vivas esculturas, pintem únicos quadros ou simplesmente, falarão coisas lindas. Assim criaram todo um aglomerado de pessoas que lhe farão sair da solidão, porém sempre tarde demais.

Talvez realmente alcancemos a paz na solidão, porém, ela não virá só. Trará muitas amigas, que tornará a paz um caos total para a vida.

Encerro por aqui, não sei mais o que escrever.
Bjs! ;*

2 comentários:

†Ritinha† disse...

Esse texto está ótimo Renan! Às vezes precisamos mesmo, necessitamos de um momento só nosso... Muitas vezes quem está do nosso lado não entende, mas estar sozinho ajuda muito na nossa higiene mental... É aquela famosa "vontade de sumir"... eu de vez em quando fico assim. Por sorte no meu relacionamento entendemos essa necessidade um do outro... Mas pra mim não é um estado de "solidão"... Essa "solidão" mesmo, eu não experimento tem um tempo, mas quando a vivi, eu acho que produzi muito mais rsrs Acho que a solidão realmente desperta nossa veia artística... Nunca mais escrevi um bom texto que não fosse um texto acadêmico! :S Beijos Renan gatona!! :*

Stella disse...

Ah, a solidão é necessária, mas não pode se tornar nossa única motivação. Devemos equilibrar amigos e solidão.
A solidão ao mesmo tempo que traz paz, ela cria em você um buraco muito fundo. E cuidado nunca é demais.

Adorei o post. Beijos