quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Um poema precisa de nome?

Não quero fazer mal a flores nem a bosques
Amo a paz e quero ignorar todos os porquês
Só sei que nada quero esperar de lá
Todos me tiraram do meu falecido lar
Agora as rosas caem como vidro
Estilhaçam tudo que possui ouvidos

Os demonios correm por toda a sujeira
Vamos apenas concordar de alguma maneira
Que todos fomos o bem e o mal, assim matamos e amamos
Agora apenas envelhecemos na esperança de ambos
Nunca mais quererem saber de nada, sem fantasias
Pois assim existêm vidas felizes e não histórias


"Do you ever feel already buried deep
Six feet under scream

But no one seems to hear a thing


Do you know that there's still a chance for you

Cause there's a spark in you
"
- Firework(trecho), Katy Perry.

__________________________________________________________


Tem certas coisas que você não pretende que faça sentido algum, só precisa fazer. Essa é com certeza uma delas.
Bjs! ;*
@RenanSparrow

Fotografia: @dinoshunter

10 comentários:

Thi disse...

Adorei :D

Macyon disse...

Sinceramente gostei dessa sua composição, logo eu que não sou muito fã de poemas e afins, realmente tenho de olhar para esses seus versos simples e sem métrica alguma, como uma grande composição. Gostei do modo como você conseguiu articular as palavras ao movimento que suas frases propõe.
Pois bem, valeu a pena vc ter me chamado para ler.
Espero que você se aprimore mais e continue refinando seu modo de escrever, compor e traduzir em palavras a realidade.

Mil elogios cordiais e comprimentos aparvalhados.
Atenciosamente,
Conde Maycon de Xerén.

Maycon disse...

Sinceramente gostei dessa sua composição, logo eu que não sou muito fã de poemas e afins, realmente tenho de olhar para esses seus versos simples e sem métrica alguma, como uma grande composição. Gostei do modo como você conseguiu articular as palavras ao movimento que suas frases propõe.
Pois bem, valeu a pena vc ter me chamado para ler.
Espero que você se aprimore mais e continue refinando seu modo de escrever, compor e traduzir em palavras a realidade.

Mil elogios cordiais e comprimentos aparvalhados.
Atenciosamente,
Conde Maycon de Xerén.

Anônimo disse...

VAI SE FUDER SEU EMO FDP

Antôninha Bailey disse...

Nossa mas que lindo *-* Você escreve com a alma... Impressionante como suas palavras transmitem um conteúdo de forma tão clara... Parabéns Renan... Adorei ♥

faby disse...

*---*

Special K' disse...

Nossa, tempos que não lia seu blog, e gostei das mudanças que vi...
Os textos estão muito bons! (:
E espero que a cada dia consiga mais inspiração pra melhorar...
Beijos, se cuida ;*

@PriscilaMess disse...

Adorei, belo poema, desfecho simples, bonito e reflexivo.
Boa semana.

Com Anny Maverick disse...

Bom poema, coisas que nos prende sem fazer sentido algum. 8___8 Muito bom.

Mas gostei em especial da citação...

"Quanto mais felizes as pessoas podem ser, mais infelizes ficam"
- Dr. Igor.
Veronika Decide Morrer
(Paulo Coelho).

Eu li esse livro há uns anos, e por destino representei a peça "Veronika Decide Morrer" Como Veronika. E hoje leio esse trecho aqui no seu blog. Existem coisas que não tem explicação, elas simplesmente acontecem. @_@

Rudson Dias disse...

Gostei do seu texto, e principalmente do seu blog..
parabéns...!
abraço!