domingo, 26 de outubro de 2014

Escreva, Viva, Escreva de Novo


Realmente não faço ideia do que escrever, lendo tudo o que preencherá as próximas linhas fará todo o sentido.

Sabe quando tudo na sua vida começa a dar certo de um lado, mas o outro está cada vez mais arruinado? É isso. Para algumas coisas já me faltam mãos para conseguir pegar tudo, para outras é a seca de São Paulo.

Às vezes eu só queria ser feliz por completo, sentir tudo que a vida tem a oferecer. Mas parece que para ser realmente feliz, você tem que gostar e se dedicar a uma única e exclusiva coisa, não permitindo que a infelicidade das outras te afete, seja lembrada.

Não sei a quais pessoas são atribuídas essas tarefas e o porquê. Já sonhei em viver no campo, com um cachorro e uma família com sotaque de interior - me tacharam de idiota na primeira vez que disse, essa é a segunda. Sempre acredito que vou me cansar do mundo ao meu redor, acho os gostos menos interessantes em uma segunda vez. O prazer do novo é muito mais interessante, irresistível eu diria.

Eu queria entender, quem nos obrigou a viver. A vida devia ser realmente um jogo de videogame, que só é jogado quando assim decidimos, ou será que nós mesmos tomamos essa decisão e já esquecemos o motivo.

Enfim, essa porra toda faz algum sentido?
. ___________________________________________________________________ E essa foi a postagem de número 100, parabéns pra mim. @RenanSparrowadsense

___________________________________________________________________


Falta de constância.

Um comentário:

Marcella Sena disse...

Interessante saber que você também escreve. Gostei, de verdade.